Doutoranda do Projeto ECOART concorre ao Grande Prêmio UFMG de Teses, 2020.

As melhores teses de Doutorado nos Programas de Pós-Graduação da UFMG contempladas com o Prêmio UFMG de Teses são premiadas anualmente. Neste ano de 2020, as melhores teses aprovadas em 2019 concorrerão ao Grande Prêmio UFMG de Teses, que acontecerá no dia 23 de outubro, com transmissão ao vivo, às 10 horas.

 

A Doutora Juliana de Oliveira Costa do Projeto ECOART (Efetividade  da  terapia  antirretroviral  em  pessoas  Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública (PPGSP vivendo com   HIV,   HIV/tuberculose,   HIV/hanseníase   ou   HIV/leishmaniose   visceral no Brasil) está concorrendo ao prêmio com sua tese de doutorado: Análise Farmacoepidemiológica e Farmacoeconômica do Tratamento Antirretroviral em dose fixa combinada na perspectiva do Sistema Único de Saúde, representando  o  Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública (PPGSP), Faculdade de Medicina, UFMG.

 

O PPGSP indicou, por meio de uma pré-seleção, a referida tese para concorrer ao Grande Prêmio UFMG de Teses 2020 e ao Grande Prêmio CAPES de Tese “Carlos Ribeiro Justiniano Chagas”.

 

O Projeto ECOART é um projeto de pesquisa desenvolvido na Faculdade de Farmácia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e é coordenado pela Professora Maria das Graças Braga Ceccato, do Departamento de Farmácia Social. Esse projeto é conduzido por professores da UFMG, profissionais de saúde vinculados ao SUS, alunos de graduação,  alunos de pós-graduação e de colaboradores técnicos.

 

No vídeo abaixo, a Doutora Juliana de Oliveira Costa apresenta as principais informações de sua tese com clareza e objetividade.  Clique para assistir!


Texto produzido por: Ana Luiza Pereira da Rocha, graduanda em Farmácia, Faculdade de Farmácia da UFMG

Revisão: Profa. Maria das Graças Braga Ceccato

Edição e postagem: Mariana Dias Lula 

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to Top