UFMG desenvolve patente de teste para COVID-19 mais baratos

A Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) desenvolveu uma primeira patente para teste rápido para COVID-19. A pesquisa feita por pesquisadores do Instituto de Ciências Biológicas (ICB) apresenta como maior vantagem a redução dos preços. Pelos testes convencionais, que utilizam material importado, o preço do teste por pessoa giram em torno da faixa dos 100 reais. Agora, com a nova tecnologia que utiliza matéria prima nacional, o preço caiu para 5 reais cada teste. 

Rodolfo Giunchetti, o principal pesquisador envolvido, explica que outra vantagem da nova tecnologia é a precisão. O novo teste identifica e diferencia três anticorpos diferentes presentes no organismo do indivíduo infectado pelo sars-cov-2. Isso reduz a chance de “falso positivo”, isto é,  quando o teste é positivo, mas o indivíduo não teve contato com vírus e, o mais comum, de “falso negativo”, isto é, quando o teste é negativo, mas, na realidade, o indivíduo já teve contato com a infecção. 

Ainda não há informações sobre quando haverá disponibilidade do teste do mercado, mas é um excelente passo nos esforços no controle da transmissão da doença. 


Texto produzido por: Paulo Henrique Moreira Melo, graduando em Medicina, Faculdade de Medicina da UFMG

Revisão: Profa. Marina Guimarães Lima e Profa. Maria das Graças Braga Ceccato

Edição e postagem: Mariana Dias Lula 

Referências:

  1. UFMG apresenta patentes de teste rápido da Covid-19 que sai a 5% do valor praticado atualmente

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to Top